Corrija erros e valorize acertos

Sem comentários
Erros e acertos
Um pouquinho mais de Convergência

Na Revolução Pouquinho, costumo dizer que precisamos também de um Pouquinho mais de Convergência, porque ela pode ajudar você a construir melhores resultados principalmente nos ambientes de relacionamento que nós atravessamos ao longo da nossa vida, seja no nosso trabalho, na nossa família, com os nossos amigos, não importa. Onde há pessoas, há ali a necessidade de se relacionar e zelar por um bom relacionamento.

E nós, estando em pleno processo da Revolução de Pouquinho, uma vez tendo consciência de como é que se opera na prática, podemos até ajudar as demais pessoas exatamente a despertar para essa necessidade.

Vamos falar de erros e acertos

Quando eu aplico uma palestra ou um treinamento para determinados grupos, eu costumo fazer uma brincadeira que eu chamo de teste de atenção que consiste no seguinte:

Eu apresento para o público 10 contas e peço para que os participantes identifiquem o que está sendo apresentado ali. Entre as contas, uma delas está errada. A pessoa que se manifesta acaba indo direto no erro e diz “Olha, tem um erro ali!”.

Neste momento eu demonstro constrangimento e digo que eles não têm consideração comigo por eu estar ali há tanto tempo com o grupo e eles me apontaram um erro que me deixou constrangido…

Neste momento um clima tenso se instala no ambiente.

Logo em seguida eu abro o jogo e digo: “Realmente, existe uma conta errada e ela é proposital. Agora, vocês pararam para perceber que apontar o erro e simplesmente fazer vista grossa para todos os outros acertos anteriores é uma tendência que pode ser um tanto quanto perigosa quando o assunto representa a nossa convergência com as demais pessoas?”.

Ou seja, nós temos uma  tendência de buscar apenas o erro e simplesmente desconsiderar o acerto. E, ao contrário, quando nós consideramos o acerto, especialmente quando estamos falando inicialmente de nós mesmos, e também com as demais pessoas, reconhecendo o valor de cada um dentro do processo, nós conseguimos amplificar os resultados, principalmente os resultados que dependem do coletivo.

Baseando nas inteligências múltiplas, podemos compreender que as pessoas são diferentes entre si podem colaborar sim a partir dessa diversidade, a partir da singularidade de cada uma delas.

Portanto, quando começamos a compreender o valor daquilo que as pessoas já fizeram de certo e, principalmente, verbalizamos isso, nós passamos a ter um nível de conexão maior com as pessoas e, consequentemente, a relação se aprimora e o resultado se torna melhor.

Isso não significa o contrário, que eu devo fazer vista grossa para o erro para não gerar um constrangimento ou não se indispor com alguém. Pois isso pode criar um monstro, impossível de ser controlado em médio e longo prazo.

É preciso apontar o erro, mas sem desconsiderar os acertos.

Quando você só aponta os erros de alguém, acaba matando iniciativas e a capacidade de tomar decisão.

As pessoas precisam sair de casa não para não errar, mas para acertar. A diferença entre esses dois pontos é que alguém que sai de casa para acertar, tem consciência do risco de errar e utilizará este erro como fonte de crescimento. Já quem sai de casa para não errar, focará muito mais em evitar as falhas e não passará por nenhum risco.

Resumo da ópera: Corrigir os erros, fortalecer os acertos te ajuda na Revolução do seu Pouquinho e das pessoas a sua volta.

 

🍎 Eduardo Zugaib – Profissional de Comunicação e Desenvolvimento Humano, atividades que se misturam ao longo de mais de 25 de anos de carreira. Escritor e conferencista em nível nacional. São mais de 10 anos provocando e inspirando pessoas e organizações para uma vida com mais Propósito, Protagonismo e Performance.

▶️ Este conteúdo faz parte do E-Book Plano de Trabalho para Toda a Vida, disponível para ser baixado na íntegra aqui. E sem a necessidade de cadastro!

Artigo anterior
Para todo “Game Over”​ existe um “Play Again”​. O nome disso é Vida!
Artigo seguinte
Mudança é um processo, não um evento

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Por favor insira um endereço de email válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu